Dodge defende avanço de investigações contra Arnaldo Cezar Coelho, apresentador da Globo, e irmão

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou ao Supremo Tribunal Federal que informações recebidas de autoridades da Suíça, obtidas por meio de cooperação internacional, justificam o avanço de investigações contra o comentarista de TV Arnaldo Cezar Coelho, seu irmão, o empresário e ex-deputado federal Ronaldo Cezar Coelho (PSD-RJ), e pelo menos mais duas pessoas. A apuração envolve o senador José Serra (PSDB-SP).

Banner na materia inicio  816 x90

Não há detalhes sobre quais dados atingem os irmãos Cezar Coelho. O material da Suíça chegou ao Brasil no dia 31 de julho e os investigadores ainda não conseguiram fazer o cruzamento e análise dos elementos. De acordo com a PGR, há informações financeiras, que necessitam ter o fluxo mais detalhado, até do ano de 2014”. O MPF quer analisar movimentações financeiras de quatro empresas “possivelmente utilizadas para a movimentação de valores ilícitos”, com dados até 2013/2014.

O caso está inserido em inquérito aberto no Supremo a partir de delação premiada da Odebrecht, que apura o possível recebimento de vantagens indevidas referentes à construção do Rodoanel Sul, em São Paulo.

No acordo de delação premiada, o ex-diretor da Odebrecht Carlos Armando Paschoal, conhecido como Cap, disse ter pago ilegalmente R$ 23 milhões para a campanha de Serra em 2010. Ronaldo Cezar Coelho teria sido responsável pelo acerto de parte desse valor.

(…)

 

De Márcio Falcão do Jota.


Todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do seu autor e em nada tem a participação do site RO24HORAS
Loading...