Advogado de Adélio confiante que PF não

Banner na materia inicio  816 x90

O advogado Zanone Júnior negou com veemência a hipótese de ter assumido a defesa de Adélio Bispo de graça.

Ele reafirmou aquilo que já havia dito em depoimento: recebeu R$ 25 mil no primeiro momento de um patrocinador anônimo. Segundo o advogado, esta figura desapareceu em seguida.

O defensor do esfaqueador de Jair Bolsonaro afirma que veículos de comunicação bancaram viagens da defesa a Campo Grande (MS), onde Adélio está preso em regime de segurança máxima.

Segundo a “Gaúcha ZH“, Zanone Júnior declarou:

Estou totalmente tranquilo. Podem procurar que não vão achar uma agulha aqui. Eu me cuido. Mas fico pesaroso porque está abrindo um precedente.

Ele creditou a ação da Polícia Federal e o aumento das cobranças por um esclarecimento do caso à proximidade da posse de Bolsonaro:

Isso é por causa da posse. Inclusive se o Bolsomito quiser contratar o meu escritório é só me procurar. Não tenho absolutamente nada contra ele.

Segundo o advogado de Adélio Bispo, a PF não vai descobrir quem pagou a primeira fase da defesa “a não ser que a pessoa queira” e aproveitou para passar uma orientação:

Escreva aí que se a pessoa quiser manter a cláusula de confidencialidade que não me procure e nem a nenhum dos advogados do meu escritório pois estamos todos grampeados. Essa conversa nossa, agora, está sendo espelhada.

Por Tarciso Morais

Do Renovamidia


Todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do seu autor e em nada tem a participação do site RO24HORAS
Loading...