Justiça quadruplica sua folha de pagamentos em 20 anos

Banner na materia inicio  816 x90

A manchete do Estadão seria de fazer o país pensar, se o país andasse querendo pensar.

O Judiciário – só o federal, nem se contam os estaduais, que seguem a “jurisprudência de vencimentos” dos juízes da União – quadruplicou seus gastos com pessoal desde 1995, ostentando um pagamento médio, hoje, de R$ 48,5 mil a cada juiz.

Foram 297% de aumento, em termos reais, descontada a inflação. Como a despesa salarial teria aumentado 120% se acompanhasse a  número de juízes e de servidores, diz o jornal, é possível afirmar que os ganhos de pessoal, também em termos reais, muito mais que dobraram, considerados vencimentos e “penduricalhos” remuneratórios.

Proeza que o salário-mínimo, aquele da “vergonha nacional” não alcançou.

Isso, claro, sem contar o reajuste que vem aí, depois da aprovação dos 16,4% de elevação dos vencimentos dos ministros do STF, que se replicarão para todo o quadro de “excelências” em todos os níveis. E que, de quebra, logo elevarão os ganhos de parlamentares e das corporações que têm seus vencimentos referenciados neles.

Estranho país o nosso, onde os juízes tomam o poder, tomam o Orçamento Público e não tomam vergonha da injustiça.

 

Por Fernando Brito


Todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do seu autor e em nada tem a participação do site RO24HORAS
Loading...