Cheia do Rio Madeira

Banner na materia inicio  816 x90

Mais de 500 famílias recebem alimentos e água potável na última viagem do barco da Seas para atender às vítimas da cheia dos rios Madeira e Machado

Pelo menos 509 famílias residentes nas comunidade do entorno dos rios Madeira e Machado recebem neste fim de semana cestas básicas, água potável e hipoclorito na última viagem que o barco Deus é Amor realiza com a participação de equipes da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), Defesa Civil e voluntários para atender às vítimas das cheias em Rondônia. O barco gerenciado pela Seas saiu às 8h30 deste sábado (27) do Cai n’Água, em Porto Velho, com destino a Demarcação. O retorno está previsto para segunda-feira à noite. Todos os produtos que estão sendo distribuídos foram adquiridos pelo governo estadual por meio de licitação.

Secretária Luana disse que o momento era de felicidade por ser a última viagem do barco, o que sinaliza o retorno dessas família à normalidade em suas casas

Momentos antes da saída do barco, a secretária e primeira-dama do Estado, Luana Rocha, lembrou que ao todo foram cinco viagens realizadas pelo barco da Seas para atender às famílias que tiveram que abandonar suas casas ou que perderam suas plantações de legumes, frutas e verduras. Ela destacou a importância desta viagem por ser a última, o que sinaliza a volta destas famílias à normalidade dentro de suas casas, após o nível do rio baixar.

Neste sábado, de acordo com o major Sanches, coordenador da Defesa Civil estadual, o nível do Madeira estava em 14,28 metros, três metros a menos que o pico registrado no dia 8 de março.

Estamos felizes em promover mais esta ação, mas a proposta do governo e nossa, como secretária, é melhorar a qualidade de vida das famílias dando condições para que possam trabalhar conforme as peculiaridades de suas localidades e suas necessidades. Ou seja, queremos dar assistência e não assistencialismo, ensinando a pescar ao invés de simplesmente dar o peixe”, observou Luana Rocha.

A secretária ainda acrescentou que a intervenção do Estado com a ajuda humanitária ocorreu mesmo sem as prefeituras dos municípios mais atingidos, como Porto Velho, Candeias do Jamari, Nova Mamoré e Guajará-Mirim declararem estado de calamidade.

Nesta viagem estão sendo atendidas pela segunda vez as famílias de Demarcação, um total de 80, Independência (8), Lago do Cururu (20), Patoá (12), Calama (105), Ressaca (20), Ilha Nova (12), Firmeza (13), Ilha do Assunção (13), Papagaio (38), Tira Fogo (35), Pombal (15), Laranjal (8), São José (8), Bonfim (8), Terra Caída (20), Curicacas (5), Bom Será (9) e Cavalcante (80).

Por Veronilda Lima
Fotos: Antônio Lucas


Todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do seu autor e em nada tem a participação do site RO24HORAS
Loading...