‘Não me cabe fazer juízo de valor’, diz Witzel sobre militares em Guadalupe que deram 80 tiros em inocentes

Banner na materia inicio  816 x90

Reportagem de Juliana Castro no Globo informa que o governador Wilson Witzel disse na noite desta  segunda-feira que não cabe a ele fazer juízo de valor sobre a ação de militares em Guadalupe, em que foi morto o músico Evaldo Rosa dos Santos. Na ação, foram disparados 80 tiros. Evaldo estava com a família no carro indo, segundo parentes, para um chá de bebê.

De acordo com a publicação, questionado pelo GLOBO sobre sua avaliação a respeito da ação, o governador respondeu: “Não sou juiz da causa. Não estava no local. Não era a Polícia Militar. Quem tem que avaliar todos esses fatos é a administração militar. Não me cabe fazer juízo de valor e nem muito menos tecer qualquer crítica a respeito dos fatos. É preciso que a auditoria militar e a Justiça Militar e o Exército faça as devidas investigações. E eu confio nas instituições”, afirmou ele depois de participar da posse do novo presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, Reis Friede.

Witzel disse que não interfere nas investigações nem da Polícia Civil e nem do Exército, completa o Jornal O Globo.

.x.x.x.x.

Jair Bolsonaro também não disse uma palavra ou postou um único tuíte sobre a ação criminosa de militares no Rio de Janeiro.

Omissão que pode estimular homens fardados a tratar população como inimiga.

Do DCM


Todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do seu autor e em nada tem a participação do site RO24HORAS
Loading...