Pesquisa sobre drogas da Fiocruz é engavetada pelo governo

Banner na materia inicio  816 x90

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) realizou uma longa e detalhada pesquisa sobre o consumo de drogas do Brasil encomendada pelo governo em 2014. O levantamento seria para embasar políticas públicas no setor, mas o governo engavetou a entrevista e não deve deixar com que seja divulgada.

A fundação realizou a pesquisa após vencer um edital do governo, e recebeu R$ 7 milhões pelo trabalho que foi concluído em 2017. O veto à publicação das informações surpreendeu o meio científico.

O caso é que o levantamento não aponta a existência de uma epidemia de drogas em si. O ministro da Cidadania, Osmar Terra, estaria no centro da divergência.

“Eu não confio nas pesquisas da Fiocruz” disse o ministro em entrevista ao Globo.”Se tu falares para as mães desses meninos drogados pelo Brasil que a Fiocruz diz que não tem uma epidemia de drogas, elas vão dar risada. É óbvio para a população que tem uma epidemia de drogas nas ruas. Eu andei nas ruas de Copacabana, e estavam vazias. Se isso não é uma epidemia de violência que tem a ver com as drogas, eu não entendo mais nada. Temos que nos basear em evidências.”

Ou seja, o que está em jogo é a abordagem de combate as drogas. O governo Bolsonaro quer focar na guerra contra o tráfico e na abstinência dos usuários em tratamento. O governo também e contra a descriminalização do uso. A pesquisa da Fiocruz poderia apontar que esse estratégia é errada e traria resultados desastrosos.

Por Esmael Morais

Com informações do Globo.


Todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do seu autor e em nada tem a participação do site RO24HORAS
Loading...