‘Gangue do Pavão’ volta a usar montagens e baixarias para proteger Moro

Banner na materia inicio  816 x90

Sob a hashtag “O Pavão voltou” reapareceu esta madrugada o perfil falso que está, outra vez, usando montagens primárias contra as revelações do The Intercept, agora para fazer crer que invadiu o “Telegram” de Leandro Demori, David Miranda, marido de Glenn Greenwald e outros.

A coisa é tão imbecil que usam como ilustração uma foto dos dois telefones fisicamente juntos, sobre um papel rabiscado, exibindo suas telas de apresentação com fotos retiradas de suas contas no Twitter, onde são, naturalmente, públicas.

É o primeiro caso de “invasão eletrônica em 3D”, pois até imbecis como ele sabem que invadir o telefone não dá a ninguém o poder de emergir dele e fotografá-lo – ainda mais arrumadinho ao lado de outro. É o inédito caso de ‘hacker’ de fora para dentro de um aparelho celular.

Usa como “prova” de que invadiu a divulgação dos números de RG e CPF do editor Leandro Demori (o que não prova coisa alguma, porque este blog os conseguiu com menos de cinco minutos de buscas na Internet, em documentos que não reproduz por razões óbvias) e um número de telefone que, afinal, não pode ser secreto, pois deixaria de cumprir a sua função de ser um telefone.

A coisa toda é primária, outra vez, e seria para rir, se não estivesse sendo feita por gente sem caráter e disposta a usar chantagem e ameaça como forma de parar uma investigação jornalística.

É preciso cada vez mais cuidado por parte dos jornalistas com esta turma, porque do ódio político ao banditismo a distância costuma ser curta. E, pior, as autoridades policiais, em lugar de proteger a imprensa, passa a fazer o mesmo papel, indo fuçar a vida financeira de jornalistas pelo simples fato de que publicam o que seu “chefe” não quer que seja revelado.

Por Fernando Brito


Todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do seu autor e em nada tem a participação do site RO24HORAS
Loading...