Sampaoli discorda de Bolsonaro, mas nega que tenha sido contrário à sua presença na Vila

Banner na materia inicio  816 x90

Sampaoli, no entanto, estaria disposto a deixar o clube caso fosse obrigado a cumprimentar Jair Bolsonaro.

O técnico do Santo FC, Jorge Sampaoli, negou que tenha sido contrário à presença do presidente Jair Bolsonaro na Vila Belmiro para assistir ao clássico entre Santos e São Paulo, que terminou em 1 a 1, neste sábado (16).

“Isso é democracia. O presidente tem direito de ir aonde quiser, não sei o que pensam de achar que posso impedir a presença de alguém, seria uma falta de respeito”, afirmou em entrevista coletiva após o jogo.

“Sobre pensamentos políticos, eu prezo por defender a democracia. Eu vivi a ditadura no meu pais, nunca seria alguém que não defende isso (democracia) e isso é defender que qualquer um pode ir aonde quiser. Veja o que acontece na Bolívia, que a democracia está debilitada”, emendou.

Sampaoli, no entanto, estaria disposto a deixar o clube caso fosse obrigado a cumprimentar Jair Bolsonaro. As informações são do Blog do Paulinho, do jornalista Paulo Cezar de Andrade Prado.

Segundo o blogueiro, Sampaoli teve uma “áspera discussão” com cartolas do Santos, deixando claro que é contra o uso da Vila Belmiro como palanque político e que deixará o clube se for obrigado a cumprimentar Bolsonaro.

Da Forum

Com informações do Estadão


Todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do seu autor e em nada tem a participação do site RO24HORAS
Loading...