Em uma semana, casos de coronavírus sobem 500% em Rondônia

Banner na materia inicio  816 x90

N° de pacientes confirmados com Covid-19 saltou de 1 para 6. Crescimento é maior que o registrado no mesmo período na Bahia, que tem 15 milhões de habitantes.

Casos confirmados em Rondônia cresceram 500% em uma semana — Foto: Getty Images/BBC

Rondônia teve, nos últimos sete dias, um crescimento de 500% nos casos confirmados de coronavírus. Na noite de quinta-feira (26), a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) contabilizava 6 infectados pela Covid-19. Há uma semana, o estado tinha apenas um caso confirmado.

O primeiro caso de coronavírus em Rondônia foi confirmado oficialmente pelo Ministério da Saúde em 20 de março, uma sexta-feira. O paciente é um homem de 29 anos, morador de São Paulo, que esteve em Ji-Paraná a trabalho.

Um dia depois, no sábado (21), a Sesau confirmou dois novos casos no estado. Desta vez, os infectados da Covid-19 estavam em Porto Velho. Já entre terça-feira (24) e quinta-feira (26), a capital rondoniense contabilizou mais três pacientes com o novo coronavírus.

Homens são os mais infectados

Dos seis pacientes infectados com o coronavírus em Rondônia, quatro são homens, com idades variando entre 29 e 45 anos. Os outros dois casos são de mulheres, sendo uma de 31 anos e a outra com 36 anos.

Segundo a Sesau, a paciente de 31 anos, moradora de Porto Velho, não tem histórico de viagem para outro país ou estado com transmissão de Covid-19.

Não há óbito confirmado em Rondônia em decorrência da Covid-19.

Sinal de alerta

Com o crescimento de 500% nos casos de coronavírus em uma semana, especialistas ressaltam que a situação é de alerta em Rondônia. Isso porque o número do estado já é superior ao registrado na Bahia durante os primeiros sete dias após o aparecimento do 1° caso da doença.

No estado da Bahia, que tem 15 milhões de habitantes, o primeiro de Covid-19 foi confirmado em 6 de março. Sete dias depois, em 12 de março, a Bahia tinha três casos positivos da doença (um aumento de 200%).

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) já elaborou uma estimativa/projeção de casos Covid-19 e de infectados em Rondônia para as próximas semanas.

“A epidemia deve se instalar na segunda quinzena de abril, com aproximadamente 5 mil casos, chegando a 500 mil no início de maio. Até meados de maio, toda a população poderá estar apresentando algum sintoma da doença”, estima o Conselho de Medicina em um cenário pessimista.

O pedido diário do secretário Fernando Máximo, da Sesau, é que as pessoas evitem circular sem necessidade pelas ruas de Rondônia. O objetivo é evitar uma propagação do coronavírus pelas cidades.

“Os casos estão aparecendo e isso só reforça nossa necessidade de seguir aquelas recomendações que temos feito, para as pessoas não se aglomerarem em churrasco, festa de aniversário e reuniões em casa. Essas aglomerações fazem com que o vírus se dissemine”, disse Máximo, na noite de quinta-feira.

As aulas da rede pública e particular seguem suspensas, por causa de um decreto estadual. Além disso, estabelecimentos comerciais (considerados serviços não essenciais) estão fechados e muitos funcionários e servidores públicos estão trabalhando de casa.

Na última quarta-feira (25), o estado fez mudanças no decreto e autorizou a abertura de estabelecimentos como padaria, açougues, autopeças, lotéricas, entre outros

Onde tirar dúvidas?

O governo de Rondônia tem dois números de CIEVS para ajudar e orientar moradores quanto aos sintomas e procedimentos para exames do coronavírus. Os telefones são 0800 642 5398 e 0800647 1010.

Dicas de prevenção contra o coronavírus — Foto: Arte/G1

G1 RO


Todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do seu autor e em nada tem a participação do site RO24HORAS
Loading...