Homem morre após ser baleado na Pavuna; família acusa PMs pela morte

Banner na materia inicio  816 x90

De acordo com a corporação, após uma troca de tiros com ‘indivíduos em atitude suspeita’, um homem foi encontrado caído com uma pistola e entorpecentes.

Um homem de 25 anos morreu após ter sido baleado na noite desta segunda-feira (29) na Pavuna, na Zona Norte do Rio. A família diz que ele foi morto por policiais do Batalhão de Polícia de Choque ao sair para comprar cigarros e a PM diz que ele foi achado perto de arma após troca de tiros.

Segundo sua mãe, Yago Mesquita Delfino foi morto após entrar em uma rua e ser surpreendido pela Polícia Militar, que entrou na via pelo outro lado.

A família reconheceu o corpo da vítima nesta terça-feira (30) e o sepultamento está marcado para esta quarta-feira (1º) no cemitério de Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte.

Em nota, a Polícia Militar informou que durante o patrulhamento a equipe viu “indivíduos em atitude suspeita” e, na tentativa de abordagem, os suspeitos atiraram contra eles, quando aconteceu uma troca de tiros.

Depois dos disparos, a corporação disse que um homem foi encontrado caído com uma pistola e uma sacola com entorpecentes. Ele foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ricardo de Albuquerque, mas não resistiu aos ferimentos.

Homem baleado foi socorrido para a UPA de Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte do Rio, mas não resitiu aos ferimentos — Foto: Reprodução/Google Maps

A PM disse que foram apreendidas uma pistola, oito munições, um carregador e 140 pinos de cocaína na ação. A ocorrência foi registrada na 27ª DP (Vicente de Carvalho).

Por Flávia Jacomo e Marcello Victor, TV Globo


Todo e qualquer comentário é de inteira responsabilidade do seu autor e em nada tem a participação do site RO24HORAS
Loading...